Mensagens

A mostrar mensagens de 2007

Best of 2007

2007 foi O ANO da minha vida!!!!
- the "italian dream" in Erasmus
- artigos publicados ( e num jornal de referência hã!)
- fim da licenciatura
- espanhol e italiano "quase" fluentes
- estágio em são paulo
- primeiro salto de pára-quedas
- Buenos Aires
- Cataratas do Iguaçu (com rafting incluído)
- halloween em espanha
- o primeiro emprego ( e um belo de um emprego!)
- o primeiro press tour
- breve regresso a Itália
- amigos dos 4 cantos do mundo
- bons contactos: professores italianos, jogadores de basket (os campeões de Itália!), jogadores da Serie A, espanhóis milionários, um ex participante do BB Brasil, o assistente do Inspector Max, os chefes mais famosos de São Paulo, o filho de um dos cientistas famosos da NASA e daí para o infinito e mais além!
- aventuras mil
- momentos de para sempre
- etc

Antes de começar, eu já sentia umas borboletas nas pontas dos dedos, e sabia que alguma coisa se iria passar. Talvez devido à adoração mística pelo número 7, ou tão simplesmente pelo i…

"É NATAL, É NATAL..."

Imagem
É inevitável falar do Natal.
Porque as luzes na rua nos encadeiam; porque as músicas nos centros comerciais, em sistema vira o disco e toca o mesmo, nos dão dor de cabeça; porque certas montras desafiam o nosso colesterol; porque o dinheiro voa ainda mais rápido do que o habitual; porque as calças começam a ficar apertadas; porque as mensagens de Natal nos inundam o e-mail e nos deixam sem memória no telemóvel, tornando-nos extremamente sensíveis ao bip bip dos alertas. “Oh não, recebi mais uma mensagem de Natal!” ou “Raios partam as mensagens de Natal!” são expressões muito em voga por estes dias; porque se não comprarmos prendas deixamos transparecer uma imagem de insensibilidade, sovina puro e duro e, em última instância, desajuste social, o qual pode adquirir repercussões negativas no nosso CV, com as respectivas e incontornáveis consequências.
Provada que está a exigência do tema, o que proponho é uma abordagem particular.



O Natal por MIM: habitante da capital; trabalhadora das 9…

A "signorina" volta a ser " menina"

Imagem
“Leaving New York is never easy” diz assim uma certa canção. Pois eu sem nunca lá ter estado, duvido que me seja mais difícil do que deixar Itália…



Na véspera de dia 27, flutuava pela calçada com a minha aura exuberante, e um sorriso que esbracejava por entre os cantos da boca, impertinente, indiscreto, incontrolável, indecente! Contava os minutos, suspirava as ânsias e não podia dormir porque os ângulos das lembranças me faziam sonhar com as surpresas da viagem…
Duas semanas depois, ânsias desfeitas e ângulos regulares, suspiro reticências…e se eu perdesse o avião? Se eu perdesse ao avião ia ouvir a entidade maternal até ao fim do ano e pelo menos metade do próximo, e ia dar uma péssima impressão no meu primeiro dia de trabalho, ao qual faltaria (por ter perdido o avião).
É pois escusado adiar o que tem de ser, porque se tem de ser então tem mais força que o Vesúvio, que a squadra azurra, que o Berlusconi e que a Camorra (máfia que controla Nápoles).
Além disso dei-me conta, que para con…

Napoli - o farwest italiano!

Imagem
Ha' uma cidade italiana onde a terra sobe e desce. Onde esta' a entrada para o inferno, nesse lago sem fundo que muda de cor. Onde Deus é argentino e perdeu-se pelos seus proprios caminhos. Onde se avistam montanhas,umas de impune rocha vulcanica outras, de sacos do lixo com odor irreverente. Onde as aguas sao limpidas e cristalinas, mas ao porto chega todo o tipo de mercadoria negra. Onde a pizza é boa por tradiçao, mas quem a faz e equanto a faz, coça a barriga com a mao...


Ao centro, um dos lemas da cidade hasteado numa caixa de Pizza e um prato de pizzetas de algas, especialidade chinesa (napoliatna bolas! napolitana!); ao canto a bandeira de Portugal hasteada no centro da cidade sem motivo aparente, mas com muito orgulho!

Essa cidade chama-se Napoli e é na essencia do seu paradoxo que se desvincula tao particular.
A fama do perigo, dos mafiosos e de todo o tipo de ladroes atravessou fronteiras, mas ninguem imagina a quantidade de policia que existe em Napoles! Sao ao metro!

"Ben tornata!"

Imagem
Today I passed my door, but I don't live here anymore...

Apòs uma semana com temperaturas abaixo dos 10 graus, no dia em que despedi da Carla e da Via Ormea ( e das suas habitantes de cada esquina, sim, a Carla mora na rua das "meninas" de Torino)estavam quase 20 graus!
Obrigadinha oh S. Pedro! Era imprescindivel tempo de Primavera para um dia que eu viria a passar dentro do comboio!

às 7.15 em ponto cheguei. Um friozinho arepiando a barriga, talvez pelos 3 graus que se faziam sentir ca fora, ou entao pela ansia do primeiro reencontro. Ajeitei a roupa e penteei o cabelo antes de descer do comboio. O primeiro passo em terras do Palio foi um passo como outro qualquer. Nao cai, nao tropecei nem sequer meditei porque o unico pensamento possivel era transportar a mala.
Caminhando pela cidade respirei em cada esquina um atomo de lembranças e os meus olhos circundavam inquietos, esperando ver os espanhois, a Matilde, a Ana ou a Vanessa.. e a Alana que nunca mais chegava! Parei d…

Ale in Italianland - the come back!

Imagem
Quando se sai de um sonho, não se volta a entrar. Pode ser porque a goteira está a pingar, pode ser o despertador inoportuno, o ronco de alguém que dorme aqui e tão longe, a chamada da insónia ou então, poder ser porque já era mesmo hora de acordar.
E quando voltar a ser hora de dormir, logo se volta a sonhar, outras coisas, outras cores, outro lugar...



Ouço as hospedeiras de bordo a falar italiano no avião e comento com os amigos portugueses que acabei de fazer na fila do check in "Que saudades que eu já tinha!!!".
Aterro em Milão às 11 da noite e já não há comboios para Torino, onde vou ver a minha querida Carla que lá está de Erasmus. Mas felizmente, o meu amigo Tommaso, avisado com a devida antecendencia (no dia anterior), foi buscar-me ao aeroporto e deu-me guarida na sua casa. Afinal é para isso que servem os amigos italianos de Erasmus!
O Tommaso era aquele que a Alana chamava de Jimy porque Tommaso lhe fazia lembrar tomato!Ele é jogador de Basket do Siena mas agora está …

O meu primeiro Press Tour

Imagem
Alguém disse outro dia quer ser jornalista equivalia a fazer voto de pobreza. O que se esqueceram de me dizer foi que mesmo sendo pobre, o jornalista faz vida de rico!!!



Lá fomos nós para Viseu, a Exma jornalista da Evasões (Mi) e a sua digníssima acompanhante (eu). Fim de semana de luxo, com tudo pago em hotel 5 estrelas, passeios a termas, desportos radicais, visita e experimentação nos melhores restaurantes, safaris pelas montanhas, passeios a cavalo, tentativas de golf e tudo regado com champanhe, lanchinhos e regalitos!
O hotel de 5 estrelas era castanho. E no jantar, para cortar o gelo, a Mi pergunta aos outros jornalistas da nossa mesa “Então e o que é que acham do castanho?”. Felizmente, depois desta pergunta e nos dois dias seguintes, todas as conversas foram bem mais interessantes e a comunidade de jornalistas e de acompanhantes fez-se uma só, unida e divertida!
Conhecemos ex-combatentes da Nova que agora são jornalistas e gostam do que fazem, o que nos acalenta sempre uma ce…

Vi a Vi e vou para Vi!

Imagem
Quantas pessoas nos deixam saudades? As mesmas que depois nos trazem lembranças, e nos deixam com ainda mais saudades...

Vamos directos ao assunto: ontem estive com a Vanessa, sim a Spencer do Juama de Juan Manuel, que viveu comigo em Siena.. a Vi!Da última vez que estivemos juntas foi na Piazza e foi também a última vez que vi a Piazza... E agora cá estamos, o destino voltou a unir-nos! Tipo assim à novela da TVI! Mas sim, estamos ambas a viver e a trabalhar em Lisboa. Ahá! Aqui vem a segunda notícia do post: eu tenho um trabalho! Um sr trabalho! No departamento de Comunicação de uma senhora empresa! Mas na verdade só começo dia 12 de Dezembro, depois de voltar da Itália..e pronto, agora a situação está a ficar descontrolada, novidade atrás de novidade! Pois é, terça-feira vou para Milão, de Milão para Torino ver a Carla e a Neuza, de Torino para Siena, de Siena para Nápoles com o Antonio e o Manuele (aqueles meus amigos que têm nomes bem portugueses mas são italianos, ou melhor, são …

Faço minhas as palavras do Billy Joel

Quem é que nunca ouviu falar nas Brumas de Avalon? Quem é que nunca imaginou essas névoas místicas envolvendo as sacerdotisas nos seus círculos mágicos da lua e do sol?

Foi uma bruma mais ou menos mística (isso depois depende da perspectiva) que nste Domingo envolveu o micro-ondas da minha cozinha de Lisboa.
Mas antes de desenvolver este acontecimento, é necessário recorrer a uma pequena analepse sobre um outro evento, não menos místico: há alguns anos atrás, eu e a Neuza estávamos na minha cozinha de Faro a fazer croissants para o lanche. Eis se não quando, o signo fumo começa a emergir da torradeira significando o significante fogo ( e por isso é que a minha professora de sistémica sempre enfatizou que a dita cuja “torradeira é mais estúpida que o termóstato!!!). Mas nesta altura eu ainda não sabia o que era a sistémica e desconhecia igualmente os triângulos e quadrados semióticos de Peirce e do Saussure. Aliás, nesta altura, a minha certeza era apenas uma: “Neuza! A torradeira está a…

Qual é o ponto?

Imagem
Hoje vou partilhar, vou buscar ao arquivo, vou copiar, vou colar e vou perguntar:



Qual é o ponto?

O ponto cruz perdeu-se nas suas linhas de pensamento e já mais avistou o ponto de chegada. Tudo indica que é um mistério sem ponto-chave.
“Mas porquê” – Perguntou o ponto de interrogação.
Os rumores que correm dizem que ele caiu num ponto negro, mas o ponto de vista, que é sábio e experiente, não vê essa história com bons olhos e é proeminente no seu julgamento: a culpa é do ponto fraco que como sempre se acobardou!
O acusado logo diz que o ponto alto também não esteve à altura, mas este defende-se alegando que não cabe na cabeça de ninguém!
Sobra o ponto forte que não pode ir resgatar o ponto cruz porque está a testemunhar no divórcio do ponto e vírgula.
O ponto da situação não está com boa cara e lança um olhar depreciativo ao ponto de ebulição, o qual se evapora, desvanecendo-se no ar antes de poder dizer fosse o que fosse.
As atenções viram-se então para o ponto de partida que não deve…

"Boa tarde, quer uma pergunta?"

Imagem
Primeiro Festival de Telheiras!
Fim-de-semana de 10 e 11 de Novembro. Organização: irmã da Mi e amigos em colaboração com o comércio local e a Câmara Municipal.
Participação: moradores, bandas convidadas e amiga da Mi de Algés, que vem de longe para dar a sua contribuição ao evento!

Comigo no papel de amiga de Algés, eu e Mi montámos, com reforços de familiares da segunda, um belo bazar da tralha onde vendemos desde roupa até aquelas prendas de Natal Liiiiiiiindas que todos os anos alguém nos dá, passando pelas Umas Aventuras que acompanharam a nossa infância e ainda as aventuras dos 7 e dos 5, que acompanharam a infância dos nossos pais. Essa foi aliás, a venda do dia: 20 livros dos 5 e dos 7 de uma só assentada! Afinal ainda há gente com iniciativa neste país!
Mas a iniciativa mais original foram as nossas caixinhas das perguntas e respostas!!! Quer uma pergunta??! Quer, claro que quer, força! Tire uma! “A que sabe o sorriso?” “A que sabe a água que corre quando cantas no duche?” “Qua…

Momento Sex and the City

Imagem
Um dia destes li no blog da minha amiga Inês (www.opontodoi.blogspot.com) um post sobre o café. O café que não é cheio, nem pingado, nem italiano, nem com natas, nem com paus de canela. O café que é culto, sem saber nada. O café ritual, aquele que é conversa, que é gargalhada, com amigas, com dramas, com fofocas, com planos, com elaboradíssimas teorias e profundas reflexões!

Bebemos um café desses no Domingo depois do Halloween, em Faro. Desfalcadas, sem Carla nem Tania C. (uma está em Itália outra estava no Brasil, e assim se vê logo que só podiam ser minhas amigas!), mas sempre fazendo reviver o coffee spirit!
Suse, Bi, Tania, Guity et moi, saboreámos um verdadeiro momento Sex and the City no café da Penha.
Eu sou a Carrie Bradshaw , com um bocadinho (muito pequenino) de Samantha Jones e cada uma pode escolher a sua personagem porque na verdade são sempre as nossas aventuras e as nossas estórias que pautam o guião.
Havia de facto uma imensidade de conversa a pôr em dia! De Itália ao B…

Halloween Sevilhano + festa à la mode de Cordoba

Imagem
Começo por dizer que o título deste post daria um belo pacote turístico (em promoção)!
Viajens é comigo mesmo e então se estou em Faro porque não ir a Sevilha que é já ali, passar o Halloween e visitar o Miguelito, um dos meus ex house mates!



Como não conseguiu comprar sangue falso, o Miguelito fez uns rabiscos com tinta num unfirome verde de enfermeiro e pintou-se na cara até ficar mesmo feio invertindo assim toda a essência da maquilhagem! Ai s eo Louis Viton visse como ele aplicou o lápis preto e o meu batton vermelho da Helena Rubenstein! Mas ficou um médico carniceiro perfeito! E no fimd a noite té encontrámos uns cérebros e um corção dentro de uns frascos (informações veridicas que s epdoem confirmar nas fotografias). Eu tteoricamente ia de bruxa. Mas na prática só tinha o risco um pouco mais exagerado do que o costume, uma aranha desenhada pelo Miguel, uma teia de aranha no cotovelo (pelo emsmo autor) e mais outra aranha que mais parecia uma tartaruga, apesar de ele estar a copia…

A minha aldeia

Imagem
No fim do verão de 2004, eu chorava mais que cano rebentado. Ia viver sozinha para Lisboa. Não queria! Queria ficar em Faro porque Faro era o meu mundo!
Foi o cenário de dias felizes e aventuras 1000 e por isso é aqui que estão as memórias da minha vida pré 18 anos: o ciclo, o liceu, os amigos, os namorados, as primeiras incursões nocturnas, o ténis, o basket…a minha Terra do Nunca! Foi em Faro que eu cresci, mas não foi em Faro que fiquei grande.

Agora volto a Faro e já é Outono. Já passaram os dias na praia e as noites tórridas e excitantes das festas de Verão do Algarve. Já passaram os cortejos e os festejos da recepção ao caloiro. E por isso agora não se passa nada. Nem sequer os amigos e as amigas estão cá todos e muitos dos que estão planeiam sair o mais rápido possível!
Há uns prédios novos, umas monstruosidades publicitárias da Modalfa e do Modelo quase há porta de minha casa e mais um estacionamento que fechou. É uma cabala contra mim! Andam a fechar todos os poucos estacioname…

Reconecting to Lisboa!

Imagem
Já me tinha esquecido de que às 7.30 ainda não é de dia nesta época do ano... e foi passeando com a minha amiga Matilde (a argentina que conheci em Itália, que foi viver para Barcelona e que agora estuda em Salamanca)que me lembrei de como é bonita Lisboa, de como gosto da nossa comida, das nossas ruas,das noites, do Tejo... e ali, no meio da multidão, enquanto ouvia um mix electrónico de Xutos e Pontapés, lembrei-me de como é bom ser daqui, de como é bom viver aqui!



Acompanhem-me então neste city tour pela primeira vez da Matu em Lisboa:

Itinerário – Algés, Belém e pastéis, Baixa, Avenida da Liberdade, Bairro Alto, Polícia, BBC, Cristo Rei, Castelo, Chapitô, Sé, passeio de eléctrico, Festa do ISCTE, fila de um km, Bairro outra vez, Festa do ISCTE de novo (sem fila), Queluz, Palácio da Pena, Cabo da Roca, praia do Guincho, Cascais.

Informações gerais:
O meu amigo João literalmente conduziu-me até ao aeroporto para ir buscar a Matilde. Como o voo de Barcelona estava atrasado sentámo-nos n…

Jantar Temático Indiano

Imagem
Foi realizado na passada noite, em Algés de CIMA, um jantar Temático Indiano para apresentação da minha irmã à sociedade Lisbonense! Entre as muitas personalidades que, vestidas a rigor, nos honraram com a sua presença, destacam-se Lôlô, a filha talentosa do Embaixador da Áustria e Pedrollyuh e Nessy, o famoso duo que está em digressão pelos principais palcos do mundo! O Super Model JP também deu o ar da sua graça, mas por motivos de saúde fez uma aparição muito fugaz, e rapidamente se foi, mais os seus 3 casacos de Inverno. Os restantes e ilustres convidados são low profile e pediram para não serem mencionados. A ementa, tipicamente indiana, abriu com a famosa pasta de atum a la Ale, com gosto de Siena, pelo menos para mim... Havia batatas fritas e Doritos, arroz, frango com caril (confecção de Lôlô), e bolinhos de ananás e vinho quente (responsabilidade de Nessy). Mas não se pense que Pedroliuh nada fez, pois tal não é verídico! Ele ajudou a levar as coisas para a mesa e ajudou a la…

De volta à base

Imagem
Acabou agora. Logo agora, que conheci pessoas de quem gosto de verdade e me apercebi de como gosto de outras pessoas que já conhecia…



Chegou o pior momento da viagem, o fim…
Eu reclamei do trânsito, e da poluição, e da violência, e da confusão… Mas ai de quem me vier falar mal de São Paulo, ai de quem destratar o meu Brasil!
O primeiro emprego, o primeiro salário, o primeiro salto de pára-quedas, a primeira viagem de rafting, Cataratas do Iguaçu, Paraguai, Buenos Aires, Belo Horizonte, Praias do Litoral, Ribeirão Preto, Sertãozinho, São Paulo, Interlagos, Av. Paulista… um mapa interminável de lembranças, de pedacinhos de mim, que se misturam cá e lá.
Tenho uma família maravilhosa que nem sabia que existia, tenho amigas que não se importam que eu deturpe os nomes delas com o meu sotaque português, e tenho outras amizades que não têm idade nem prazo de validade.
E ontem deixei tudo isso para trás.
É assim a vida errante do viajante: pessoas e lugares passam como autocarros, apanhamos um e…

Inspirado em vocês

Imagem
Tenho umas amigas que querem salvar os ursos polares e uma outra que quer resgatar o culto da escarreta! Não existe uma escala para classificar estes desígnios de revolta social, de alteração a nível universal. O importante, aquilo que conta mesmo na altura do vamos ver quem ainda pode ser feliz, é que todas queremos mudar o mundo! Os meios são o de menos, se usa roupa preta e um anel em forma de garra no dedo e quer mudar o mundo, então quer mudar o mundo! Se faz desenhos que ninguém percebe e quer mudar o mundo, então quer o mundo! Se escreve coisas que ninguém lê e quer mudar o mundo, então quer mudar o mundo! Se canta e não encanta mas quer mudar o mundo, então quer mudar o mundo! Se luta contra moinhos e quer mudar o mundo, então quer mudar o mundo!
Se pensa e acredita, se sonha e imagina, se tem ideias e não se conforma, então quer mudar o mundo!
Eu, se pudesse mudar o mundo, começava por inserir o vocábulo “escarreta” no dicionário do Word (mas de todos os Words, que no do meu já…