Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2007

A minha aldeia

Imagem
No fim do verão de 2004, eu chorava mais que cano rebentado. Ia viver sozinha para Lisboa. Não queria! Queria ficar em Faro porque Faro era o meu mundo!
Foi o cenário de dias felizes e aventuras 1000 e por isso é aqui que estão as memórias da minha vida pré 18 anos: o ciclo, o liceu, os amigos, os namorados, as primeiras incursões nocturnas, o ténis, o basket…a minha Terra do Nunca! Foi em Faro que eu cresci, mas não foi em Faro que fiquei grande.

Agora volto a Faro e já é Outono. Já passaram os dias na praia e as noites tórridas e excitantes das festas de Verão do Algarve. Já passaram os cortejos e os festejos da recepção ao caloiro. E por isso agora não se passa nada. Nem sequer os amigos e as amigas estão cá todos e muitos dos que estão planeiam sair o mais rápido possível!
Há uns prédios novos, umas monstruosidades publicitárias da Modalfa e do Modelo quase há porta de minha casa e mais um estacionamento que fechou. É uma cabala contra mim! Andam a fechar todos os poucos estacioname…

Reconecting to Lisboa!

Imagem
Já me tinha esquecido de que às 7.30 ainda não é de dia nesta época do ano... e foi passeando com a minha amiga Matilde (a argentina que conheci em Itália, que foi viver para Barcelona e que agora estuda em Salamanca)que me lembrei de como é bonita Lisboa, de como gosto da nossa comida, das nossas ruas,das noites, do Tejo... e ali, no meio da multidão, enquanto ouvia um mix electrónico de Xutos e Pontapés, lembrei-me de como é bom ser daqui, de como é bom viver aqui!



Acompanhem-me então neste city tour pela primeira vez da Matu em Lisboa:

Itinerário – Algés, Belém e pastéis, Baixa, Avenida da Liberdade, Bairro Alto, Polícia, BBC, Cristo Rei, Castelo, Chapitô, Sé, passeio de eléctrico, Festa do ISCTE, fila de um km, Bairro outra vez, Festa do ISCTE de novo (sem fila), Queluz, Palácio da Pena, Cabo da Roca, praia do Guincho, Cascais.

Informações gerais:
O meu amigo João literalmente conduziu-me até ao aeroporto para ir buscar a Matilde. Como o voo de Barcelona estava atrasado sentámo-nos n…

Jantar Temático Indiano

Imagem
Foi realizado na passada noite, em Algés de CIMA, um jantar Temático Indiano para apresentação da minha irmã à sociedade Lisbonense! Entre as muitas personalidades que, vestidas a rigor, nos honraram com a sua presença, destacam-se Lôlô, a filha talentosa do Embaixador da Áustria e Pedrollyuh e Nessy, o famoso duo que está em digressão pelos principais palcos do mundo! O Super Model JP também deu o ar da sua graça, mas por motivos de saúde fez uma aparição muito fugaz, e rapidamente se foi, mais os seus 3 casacos de Inverno. Os restantes e ilustres convidados são low profile e pediram para não serem mencionados. A ementa, tipicamente indiana, abriu com a famosa pasta de atum a la Ale, com gosto de Siena, pelo menos para mim... Havia batatas fritas e Doritos, arroz, frango com caril (confecção de Lôlô), e bolinhos de ananás e vinho quente (responsabilidade de Nessy). Mas não se pense que Pedroliuh nada fez, pois tal não é verídico! Ele ajudou a levar as coisas para a mesa e ajudou a la…

De volta à base

Imagem
Acabou agora. Logo agora, que conheci pessoas de quem gosto de verdade e me apercebi de como gosto de outras pessoas que já conhecia…



Chegou o pior momento da viagem, o fim…
Eu reclamei do trânsito, e da poluição, e da violência, e da confusão… Mas ai de quem me vier falar mal de São Paulo, ai de quem destratar o meu Brasil!
O primeiro emprego, o primeiro salário, o primeiro salto de pára-quedas, a primeira viagem de rafting, Cataratas do Iguaçu, Paraguai, Buenos Aires, Belo Horizonte, Praias do Litoral, Ribeirão Preto, Sertãozinho, São Paulo, Interlagos, Av. Paulista… um mapa interminável de lembranças, de pedacinhos de mim, que se misturam cá e lá.
Tenho uma família maravilhosa que nem sabia que existia, tenho amigas que não se importam que eu deturpe os nomes delas com o meu sotaque português, e tenho outras amizades que não têm idade nem prazo de validade.
E ontem deixei tudo isso para trás.
É assim a vida errante do viajante: pessoas e lugares passam como autocarros, apanhamos um e…

Inspirado em vocês

Imagem
Tenho umas amigas que querem salvar os ursos polares e uma outra que quer resgatar o culto da escarreta! Não existe uma escala para classificar estes desígnios de revolta social, de alteração a nível universal. O importante, aquilo que conta mesmo na altura do vamos ver quem ainda pode ser feliz, é que todas queremos mudar o mundo! Os meios são o de menos, se usa roupa preta e um anel em forma de garra no dedo e quer mudar o mundo, então quer mudar o mundo! Se faz desenhos que ninguém percebe e quer mudar o mundo, então quer o mundo! Se escreve coisas que ninguém lê e quer mudar o mundo, então quer mudar o mundo! Se canta e não encanta mas quer mudar o mundo, então quer mudar o mundo! Se luta contra moinhos e quer mudar o mundo, então quer mudar o mundo!
Se pensa e acredita, se sonha e imagina, se tem ideias e não se conforma, então quer mudar o mundo!
Eu, se pudesse mudar o mundo, começava por inserir o vocábulo “escarreta” no dicionário do Word (mas de todos os Words, que no do meu já…

Porque eu não saía daqui sem ir às Cataratas!!!

Imagem
Siena, Roma, Veneza, Londres, Paris, Buenos Aires, Lisboa...Cidades Lindas! Mas agora pergunto-me, se os lugares mais bonitos não serão mesmo esses, onde a presença do ser humano é subtil ou inexistente?

Não aguentei as saudades e dois dias depois do regresso de Buenos Aires, voltei para a Argentina!!!


Pena que o Leo e a Macarena estavam a milhentos Km dali! Mas em compensação estava o meu primo querido, filho da minha prima querida e a minha Super Tia Avó!!!
Tão a ver aquelas velhinhas que andam por aí em marcha lenta com aqueles chapelitos brancos que parecem penicos e aquelas roupas tiradas do baú? Pois é, a minha tia avó não tem nada a ver com isso!!!
Ela parece um passarinho pequenino, daqueles coloridos que estão sempre a saltitar dum lado para o outro e a cantarolar! E não quer cá de saber de penicos brancos na cabeça!!! Tirando o rafting, ela fez tudo o que nós fizemos! Andou km a pé todos os dias e fez um safari em que eu mesma pensei que aquele barco ia virar a qualquer momento!

Buenos Lindos Aires

Imagem
Aterrei no aeroporto de Ezeiza, fui aos táxis do Manuel tenda León, e depois… apaixonei-me assim, sem me dar conta…

Quando cheguei à Recoleta devia ter ficado a dormir, mas não! Fui com o Leo, o primo da Matilde, ao supermercado, fazer comprinhas básicas para a festa de Sábado à noite. Claro, onde eu chego há festa! Por acaso a dita festa era para comemorar o aniversário do Leo e portanto haveria comigo ou sem-migo, mas isso não interessa nada. O supermercado é bem mais civilizado que nas Europas, têm uma série de ocinhos e bolinhos expostos sem qualquer redoma e ninguém rouba nenhum! Não é como em Siena onde a muitos amigos meus só faltou roubarem as prateleiras do Conad (mas como o Conad é do Berlusconi não faz mal, porque ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão!). Alem disso, neste super-mercado dão desconto a quem paga com cartão de crédito e ainda levam as comprinhas todas a casa sem cobrar nem um peso a mais por isso!!! De modo que eu, ainda só tinha conhecido o supermerca…