Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2009

Especial 25 de Abril: Xutos e Pontapés vão ser processados!

É verdade, tudo leva a crer que os “Rolling Stones de Portugal” enfrentarão acusação semelhante à entreposta pelo Exmo. Senhor Primeiro Ministro ao jornalista João Miguel Tavares.
Tem lógica, porque depois de tantas reclamações que se adjudicaram à precariedade do ensino, quando aparece alguém a escrever sem erros, com uma sintaxe magistral e humor e ironia qb, não resta alternativa se não processá-lo. Caso contrário lá se ia o ímpeto justificativo para as reformas da educação.
Além do mais, o supramencionado jornalista comparou o Exmo Sr. Primeiro Ministro à Cioccilina, o que de facto é extremamente injusto (para qual dos dois é mais injusto é que já é subjectivo).

Na calha estará também, seguramente, a pivot do jornal da noite da TVI e, já agora, toda a equipa de direcção e edição.
Afinal, foram eles os responsáveis por noticiar a nova música da mais mítica banda de rock português.

A canção dá pelo sugestivo nome de “Senhor Engenheiro” e a letra é alusiva à decadência do governo do pa…

Passagem pela casa Partida

Imagem
Poucos olhares se vêem tão esperançosos e concentrados como aqueles focados no tapete de bagagens do aeroporto da Portela. O estrondo da mala, que não desce mas desaba em queda livre para o tapete rolante, faz-me despertar.
Estou aqui.
Os olhos tacteavam o escuro em busca de um ícone familiar até que chocaram com aquele que o Pedro diz que é fascista. Havia um foco de luz iluminando o padrão dos descobrimentos e, com ou sem linhas autoritárias, fez-me sorrir pela janelinha semítica do avião, entre a lua cheia e o Tejo adormecido, sabendo que mais à esquerda estava a minha predilecta, a torra de Belém.
Sobrevoei a faculdade e o letreiro luminoso “Sabe bem pagar tão pouco”, no edifício onde piquei o ponto, tantos dias de tantas semanas.
Parecia que o comandante me estava a desenhar as memórias pelo céu, como se fosse preciso lembrar-me as saudades que tenho de Lisboa.
Os meus amigos gozam comigo. Dizem que me transformei numa emigrante retornada que faz o tipo turista. Provavelmente têm raz…

Praga não é a cidade perfeita

Imagem
Mas falta-lhe pouco.

Visita pelas ruas da antiga Praga assombrada, guiada por um fantasma autêntico, à descoberta das lendas e dos fantasmas da cidade.
O letreiro aliciante é legítimo. O facto de eu, futura mestre em comunicação com suposto domínio sobre a retórica da persuasão, ter acreditado no letreiro aliciante, isso sim, é escandaloso.
Nem quando a senhora da bilheteira disse que havia pessoas que faziam a visita em um minuto, se dissuadiram as minhas esperanças de encontrar fantasmas a vaguear por algum beco do palácio de Praga.
Afinal, não era exagero, pulando os extensos relatos de histórias por comprovar no primeiro andar, a parte debaixo do museu, podia, efectivamente, ser percorrida em menos de 60 segundos. Até porque era impossível perceber onde estava o cavaleiro sem cabeça ou quem era o cientista cujos olhos foram arrancados.



Mas excluindo o “ghost museum”, e o facto de termos perdido o discurso do Obama no Domingo de manhã (cuja culpabilidade não se pode de todo atribuir …