Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2012

Hoje quero muito que Portugal ganhe porque...

...já nao posso com os anúncios de todas as marcas que patrocinam a seleçao espanhola a exaltar o patriotismo dos hermanos em cada intervalo. Nao há publicidade mais enganosa do que essa imagem de uma Espanha unida e feliz, quando metade do país quer independencia do governo de Madrid e a outra metade que emigrar por causa da crise.
Porque me dá comichoes essa tremenda implicaçao dos jogadores catalaes do F.C. Barcelona na ideologia da independencia de Catalunha e a sua contraditória actuaçao por “La Roja”. Como este mês lhes pagam entao aí já sao espanhois.  Mas o resto do ano dizem que nao.
Porque me exasperam os noticiários, todos os dias com mesma notícia: A Espanha é a melhor coisa do mundo! Nao há vez que se fale mal, nao há resportagens imparciais, nao há interesse por nenhuma outra coisa que nao seja louvar e hiperbolizar os feitos espanhois. Hoje o telejornal da tarde dizia "Último passo em direçao à final". Cuidado, que ainda vao ser atropelados.
Porque vivo em Ba…

Quando viajar é grátis, reclamar é feio.

Imagem
Nao sou uma blogger da moda, nem uma jornalista influente, mas pareço encaixar num esterótipo de imagem agradável com umas legendas minimamente interessantes, o que justifica que me convidem para eventos em Ibiza com tudo pago e direito a trazer amigas.
Entao depois dos Santos lá fui eu para a ilha. E quando digo depois refiro-me a literalmente depois, e com literalmente depois quero mesmo dizer 3 horas depois de ter conseguido chegar a casa, vinda de caminhar desde Alfama até ao Marquês de Pombal para apanhar um taxi.
Obrigado, muito obrigado senhores da CP e do metro, por nos brindarem com essa greve tao fofinha na noite de Sto. António.  Nao é que eu nao seja solidária com a vossa luta, eu sou toda pró-povo. A questao é que os senhores que vos recortam os salários e que cada ano pioram as vossas condiçoes de trabalho, nao andam de comboio.  E nós que pagamos os passes e os bilhetes sim.
Portanto vejam lá se deixam de se armar em desmancha prazeres e demonstram também algo de solidár…

Sardinhas nas cebolas

Imagem
- That is Mosteiro dos Jerónimos.  It was built with the gold from Brazil back in the XVI century. The poet Luis de Camoes and Vasco da Gama, the man who discovered the maritime route to India, are now resting there.
- They are resting there?
- Yes, yes.
- Since the XVI century?
- Yes.
- Still???
- Yes.
- Ah...
Olhar de choque e espanto na cara da minha amiga holandesa, enquanto imaginava os esqueletos do Vasco e do Luís sentadinhos nos bancos da Igreja dos Jerónimos.
- I mean, they are resting in peace! They have been dead for 500 years...
 - Ohhhhhh!
A primeria vez da Fleur em Portugal ficou assim marcada por pequenas contradiçoes e mal entendidos. E fotografias panorâmicas com a máquina da minha irma.




Prometi-lhe bom tempo e festa de arromba.
O tempo esteve ranhoso e ela ficou doente.
Para duas vezes que visito a minha cidade natal, bem que S. Pedro, ou Santo António que era o mote, podia haver evitado tal desfeita.
Disse-lhe que íamos comer arroz de pato e bacalhau com natas a…

Zoom in

Imagem
Como encontrar de repente a fotografia de um ex namorado. Aquela única que sobreviveu às limpezas de gavetas e da alma. Já não pensamos nele. Já não queremos saber dele. Só não o esquecemos porque nunca o vamos esquecer. Só por isso. E então de repente a imagem configura-se, inesperada, diante da nossa surpresa. Desperta todas as memórias de carreirinha, chama a saudade e dá arrepios.  Suspiro. Nostalgia. Amor. Sorriso. Uma lágrima.  Porque é que não durou para sempre? E nessa pergunta tudo são sonhos, morangos e gelado de chocolate. Não há pelos encravados.  Foi perfeito. Foi lindo. Foi a cobertura em cima do cupcake. Foi há cada vez mais tempo e os anos não conseguem apagar nenhum detalhe.  Foi o meu Erasmus.                                                                                    Hoje vi uma fotografia de Siena e foi assim. 

Moto GP - ano II

Imagem
Este ano fui, pela segunda vez consecutiva, ao circuito de Moto GP de Montmeló, que é aqui ao lado, num pequeno desterro ao qual o povo acode em massa para ver as motas passarem (porque digo-vos já que não se vê mais nada).  Eu, particularmente, continuo sem perceber patavina de Moto GP. Cilindradas? Regras? Pilotos? Quem?   No entanto, lembrava-me bem do festival do ano passado no V.I.P da Ducati: comida com fartura a todas as horas e para todos os gostos, bar aberto, sorteios, sofás ao sol, sofás à sombra, Dj, pista de dança… não se pode pedir mais nada quando são onze da manha e estamos a bombar como se fossem duas.  Este ano não ficou aquém da expectativa, se bem que me pareceu que as porta-bandeiras da Monster tinham menos silicone que o ano passado. Em vez do Valentino estivemos com o Nicky Hayden, mas isso a mim é coisa que não me faz diferença. A minha amiga Natália ganhou um boné autografado pelo tal Nicky e eu disse-lhe logo que vendesse no ebay mas ela deu ao namorado. O …