Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2013

Coisas típicas

Imagem
Na desarrumação das grandes cidades, e das pequenas também, está sempre cada coisa no seu sítio. Algumas coisas são turistas e podem estar em muitos sítios. Como pastéis de Belém em São Paulo ou um restaurante típico portugês ao lado de Times Square.  Mas há certas coisas que conservam uma resistência à réplica, que se deixam imitar mas não se deixam copiar. Coisas que só SÃO, se forem ali, no lugar onde têm de ser. Podem ter uma Torre Eiffel em Las Vegas que as pessoas não deixarão de querer ir a Paris. Podem vender água de côco em pacote nos supermercados de Nova Iorque, que o gosto nunca vai chegar perto do côco verde aberto à nossa frente. E mesmo os pastéis de Belém em São Paulo, são pastéis de nata e não de Belém. Enquanto cá estou, quero fazer o maior número possível dessas coisas que se não fizer aqui, não vou fazer em lado nenhum. Como andar nos barcos a remo do Central Park, onde a fila desafia a fila da própria Estátua da Liberdade. Doze doláres dão direito a uma hora de …

NYFA

Imagem
Pela primeira vez, quando me perguntam o que estou a estudar, as pessoas percebem a resposta. Porque não são ciências da comunicação. Porque não é direção de comunicação empresarial e institucional. É screen writing. E screen writin é claro, é fácil de entender e quando acabamos de dizer writing o nosso interlocutor ainda se lembra do screen. Coisa que não acontece com direção de comunicação empresarial e institucional. Screen writing é hot! Portanto, em vez de um “ah...o que é isso?” a pergunta seguinte é “Uauuu! Onde?”. Na New York Film Academy. E pronto, aqui acaba-se o entusiasmo. A audiencia quer ouvir NYU ou Columbia. Ironicamente, a New York Film Academy não aparece nos filmes. Eu também gostava imenso de ter um student id da NYU ou da Columbia. Mas não tenho 20.000€ para pagar por semestre, não encaixo em nenhum tipo de bolsa académica nesta área, nem me posso dar ao luxo de não trabalhar durante um semestre. A New York Film Academy oferece work shops intensivos em 2 meses, a…

If you can make it in NY...

Comecemos enquanto ainda é Verão em New York. Enquanto o sol ainda nos condimenta a cor da pele, o Central Park está cheio e as sandálias e sapatos abertos são os reis do asfalto. New York como turista e New York como habitante são um matrix de realidades.  Quando estive cá de férias a vida era um mar de rosas, com várias peripécias, sim, mas nada que se compare aos affaires do dia a dia. Nada que se compare a ter alugado um apartamento online, perto da universidade, chegar ao destino e receber outro. No mesmo bairro, mas isso já não importa nada porque, entretanto, as aulas da universidade mudaram de sítio. O pânico.  Sendo que passados 3 dias afinal as aulas  são onde era inicialmente previsto e o novo apartamento é melhor que o tínhamos visto online. Foi só uma pequena praxe – welcome to New York! Aqui não vale a pena fazer planos, não vale a pena achar que temos tudo controlado e não vale a pena desesperar porque as coisas não saem à nossa maneira. Simplesmente não vale a pena. …

Give it a try

Imagem
Cheguei a Barcelona vazia.  Leve, sem planos nem expectativas mais além do mestrado. Saio de Barcelona cheia. Cheia de 5 anos de vida, de trabalho, de pessoas, de lugares. “Um dia, vou saber os caminhos de trás para a frente”pensei, na primeira vez que dei uma volta pelo bairro. “Um dia, vou ser aquela rapariga que conhece toda a gente, que não faz filas e que dança nos espaços vip” pensei, na primeira vez que saí à noite. “Um dia, vou ganhar mais de 1.000€” pensei, quando consegui um part-time.  “Um dia, vou ter amigas como as que deixei em Portugal e como as que encontrei em Siena”pensei, quando todas as amigas que tinha em Barcelona se foram embora. “Um dia, aquele rapaz podia ser meu namorado” pensei, na primeira vez que vi o meu namorado. Assim, pouquinho a pouquinho, devagar, devagarinho, eu fui conquistando Barcelona e Barcelona foi-me conquistando a mim.  Agora somos íntimas. Tudo o que eu fui pensando, foi acontecendo com avidez. Sem um ritmo marcado, com um compasso incert…