Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2017

Uma vitória que sabe a derrota

Andava o Barcelonismo a fazer contas à vida, ai se o Madrid ganhar, ai se o Madrid perder, ai se o Madrid empatar, esquecendo-se de um pequeno detalhe: o Barça tinha de vencer o Eibar. O que parecia um dado adquirido transformou-se no pior cenário possível quando o Real vencia 0-2 e o FCB perdia 2-0. Falharam todas as bolas que havia para falhar, o Suarez não dava com a baliza nem a um palmo da dita cuja e o Messi deixou escapar um penalti. Era uma hecatombe que se abatia sobre um Camp Nou meio vazio, o que foi logo uma premonição do desfecho pouco glorioso desta noite. As pessoas tinham tão pouca fé, que nem sequer foram ao campo despedir-se de Luis Enrique e da equipa. Do lado do clube, também não houve um empenho extremado, apresentaram-se com os relógios dos placares de jogo fora de funcionamento. Ah e tal é o último jogo, não vale a pena mostrar os minutos. A mim, pessoalmente, parece-me vergonhoso que um dos melhores clubes do mundo feche a temporada com os dois placares de j…

Sai daí!!!

Imagem
Não sei o que é que os miúdos de hoje em dia fazem ao sábado à tarde. No meu tempo (depois dos 30 passamos a ter autoridade sobre expressões como esta), eu e as minhas amigas víamos filmes de terror com as persianas fechadas, enquanto a minha irmã escondia as bolachas e os chocolates da dispensa.  Em alguma ocasião, tentámos também produzir um filme de terror, encarregando-nos de todos os departamentos, o que se revelou uma tarefa hercúlea e um grande fiasco. Hoje em dia estou mais sofisticada, em vez das matinés de sábado com as persianas fechadas, vou à sexta à noite aos Cines Verdi de Barcelona em versão original, mas continuo a gostar de filmes de terror. Gosto daquela vontade contraditória de não querer ver, mas deixar um olho aberto, daquele salto na cadeira acompanhado de um grito de medo e uma pequena taquicardia, daquele nervosismo ao ver o personagem principal ir direto ao seu carrasco e daquela supremacia snob de dizer “sai daí seu estúpido, não vês que te vão matar?!”. O…

Pára tudo!

Diz que hoje o país vai parar. O Benfica vai ser campeão, o Papa vai fazer uma aparição e o Salvador vai ganhar a Eurovisão. Confesso que, destes 3 momentos históricos, o que mais me impressiona é ganharmos a Eurovisão. E olhem que eu sou do Benfica! Lembro-me de ver o concurso quando era pequena e lembro-me ainda mais de deixar de o ver porque nunca ganhávamos, não tinha piada. Somos um país pequeno, nunca podemos ter tanta gente a votar como os outros e, portanto, aquilo parecia-me uma utopia inútil. Portugal nunca ganha a Eurovisão. Era um dado adquirido. O Benfica pode ganhar o campeonato, o Papa pode visitar o país, mas se dissessem que Portugal era favorito à Eurovisão, nem os 3 pastorinhos iam acreditar. Afinal é possível e, concretizando-se, Sábado 13 de Maio de 2017 passará, provavelmente, a ser feriado nacional em homenagem de dito milagre. Para vocês que estão aí, imagino que seja difícil decidir qual dos 3 eventos seguir, se bem que acho que o Papa joga antes que o Benf…